domingo, 18 de março de 2012

SOLENIDADE DE SÃO JOSÉ
 

19 de Março 

Texto de Leitura: Mt 1,16.18-21.24a

16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. 24aQuando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

***************

O texto do evangelho deste dia, em que celebramos a solenidade de São José, começa com esta expressão: “Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo” (Mt 1,18). Em uma humilde casa de Nazaré, no seio de uma jovem, chega, discretamente, Aquele que restabelece nossa amizade com Deus. A esse dom contribui a simplicidade de José.

José aceita o desafio de Deus apesar de sua vontade de abandonar Maria: “José, filho de Davi, não tenhas medo! Tu darás o nome de Jesus a este menino, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. É uma nova aliança.

Como na vida de José, também às vezes nos são apresentadas situações difíceis e obscuras. Mas elas servem para nos purificar, para purificar nossa visão desta vida e para nos aproximar de Deus e dos seus mistérios. Precisamos contemplar a delicadeza deste homem simples e justo, São José. Ele é capaz de entrar nos segredos de Deus. Deus necessita dos homens através dos quais ele possa nascer no mundo. Aqui neste texto encontramos um casal que recebeu uma responsabilidade excepcional: ser instrumento de Deus pelo qual a salvação chega aos outros homens. Não sou eu também responsável de um certo “Nascimento” de Deus para os homens de HOJE?

Outras lições podemos também aprender de São José.

1.Ele é justo

 José, seu marido, era justo

O justo, biblicamente, significa aquele que é fiel aos mandamentos de Deus; aquele que tem nos anúncios dos profetas e espera com paciência seu cumprimento, pois Deus é fiel às suas promessas. Nada desvia José do caminho traçado por Deus. Embora passe por situações bastante dolorosas, José continua sendo firme como a rocha e sempre conta com a ajuda de Deus.

É justo o homem que olha para Deus e ordena a sua vida segundo os ditames da vontade divina. É justo o homem que cumpre a Lei divina de todo coração e com sincera alegria e leveza. O justo é o homem sábio e bondoso. O justo é, portanto, uma figura ideal do homem agradável a Deus e aos homens de boa vontade. Será que estou dentro deste critério?

2. Ele é o homem que é chamado a entrar no sonho de Deus

Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: ‘José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo’”.


Sonho” é um estado no qual a nossa atividade pessoal se detém ou pelo menos, está fortemente diminuída. No sonho não temos mais controle sobre a nossa vida e atividade. É um estado de profunda tranqüilidade, de profunda serenidade, ou podemos dizer, de profundo êxtase. Certamente, quando nos calarmos, Deus começará a falar para nós (cf.1Rs 19,1-18). Enquanto não ficarmos calados, Deus não terá chance para falar para nós e sobre nós. Mas pode ser que ele fale, mas não escutaremos por causa do barulho de nosso interior. Deus pode muito mais facilmente irromper na nossa vida, quando soubermos nos calar.

José sabe criar o silêncio dentro de si para escutar melhor o que Deus quer dele numa situação complicada humanamente. Se dependesse de sua vontade, José abandonaria Maria e o Salvador no ventre de Maria. Mas ele acredita muito mais na vontade de Deus do que na sua vontade. Por causa da sua fidelidade à vontade de Deus, ele deixa de lado os planos de raciocínios meramente humanos. José deixa de se preocupar consigo próprio para seguir a vontade de Deus. Por isso, ele cria um espaço interior para ouvir a voz de Deus. Ele deixa ser convidado a entrar no “sonho” de Deus. O “sonho” de Deus é salvar a humanidade, mas com a participação do próprio ser humano. É tocante a docilidade de José diante da vontade de Deus que ele nem pede nenhuma explicação de Deus, como Maria(Lc 1,34), nem diz uma única palavra. Simplesmente ele faz seus os desígnios de Deus. Por isso, na perspectiva de sua que o anima, a estrutura humana de José se torna gigantesca. Ele é realmente um homem-sinal e homem-missão que se expressa no respeito pelo mistério de Deus operado em Maria e na vocação de ser o pai legal de Jesus. Da mesmo forma, somos todos convidados, a exemplo de José, a participar no “sonho” de Deus. É bom sonharmos com Deus para acordarmos e vivermos a nossa vida com Ele.

3.Ele é aquele que é chamado a dar nome de “Jesus” ao menino que nascerá

Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados

“Jesus” significa Deus salva, salvador, libertador. Para os primeiros cristãos, pronunciar este nome (Jesus) significa professar a própria em Jesus, acolher o caminho que ele propõe, crer que ele é o Senhor e, portanto, acolher sua salvação. Neste nome as pessoas serão batizadas, farão milagres, encontrarão força e vida em abundância e o caminho iluminado, pois ele é a luz do mundo (Jo 8,12). Quem foi que pronunciou este nome? Foi José.

Tudo isto cria o atrativo especial da figura de José. Sua figura silenciosa e serena está profundamente arraigada no povo cristão em que muitos de seus membros tem o seu nome e tem como padroeiro para múltiplos lugares no mundo inteiro.

Neste dia em que celebramos a sua solenidade, São José vem questionar nossa pouca , nossa infidelidade à vontade de Deus, nossas dúvidas em relação ao poder de Deus, nossas rebeldias contra Deus. Ele vem sussurrar no nosso interior: “Confie em Deus, pois ele é fiel às suas promessas! Não desista! A glória de Deus salvador será manifestada na sua vida!”

P. Vitus Gustama,svd

Nenhum comentário: