terça-feira, 6 de outubro de 2015

10/10/2015
 
PALAVRA DE DEUS E FELICIDADE
SEREMOS BEM-AVENTURADOS NA VIVÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

Sábado da XXVII Semana Comum
 

Evangelho: Lc 11, 27-28

Naquele tempo, enquanto Jesus assim falava, uma mulher levantou a voz no meio da multidão e lhe disse: Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram. Ele respondeu: Felizes, sobretudo, são os que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática.
--------------------------

Continuamos a acompanhar Jesus no seu caminho para Jerusalém para ouvir e meditar suas últimas e importantes lições para nós, seus seguidores. É preciso levarmos adiante esses ensinamentos. Hoje Jesus nos dá a lição sobre a importância da vivência da Palavra de Deus para sermos chamados de bem-aventurados.


“Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!”, disse uma mulher do meio do povo. O louvor à mãe vale para o filho. A felicidade e a glória de uma mãe é ver os filhos felizes e sucedidos na vida. O poder de Jesus, a autoridade de sua palavra, a integridade de sua existência provocam a admiração no povo simples representado por essa mulher. Essa mulher se faz porta-voz da bem-aventurança fazendo-a extensiva à Mãe que gerou Jesus e o criou. A glória  e a grandeza do Filho (Jesus) engrandece também a Mãe (Maria). O Filho (Jesus) vence o reino de Satanás e traz a salvação para a humanidade.


Hoje, na verdade, escutamos a melhor das bem-aventuranças que Jesus podia ouvir para sua própria Mãe: “Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!”. Com sua resposta, Jesus não recusa o apaixonado elogio que aquela mulher simples dedicava à Sua Mãe e sim que o aceita, e vai mais além, explicando que Maria, a Mãe de Jesus é bem-aventurada, sobretudo, pelo fato de ter sido boa e fiel no cumprimento da Palavra de Deus: “Antes, bem-aventurados aqueles que ouvem a Palavra de Deus”. Quem pode ser exemplo de quem ouve e pratica a Palavra de Deus é Maria, Mãe de Jesus, quando ela diz: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a Tua Palavra” (Lc 1,38). O ouvir, o guardar, o seguir e o viver a Palavra anunciada por Jesus é proteção contra o domínio de Satanás e outros poderes destrutivos da vida humana. Maria escutou a Palavra de Deus, nela acreditou e a guardou Maria é digna de louvor porque ouviu a Palavra de Deus e a observou.


Através de seu evangelho Lucas mostra que Maria, a Mãe de Jesus, é um modelo de fé para os homens. Ela, como mulher e como símbolo de todos os seres humanos, recebeu o grande presente da presença transformante de Deus sobre a terra (Lc 1,28). Essa presença se concretiza como “Espírito criador” e se traduz no nascimento do Messias. Através da Palavra de Maria que se oferece e colabora (Lc 1,38: Fiat), se realiza o mistério primordial de nossa história: Deus feito homem; Deus que está conosco (cf. Mt 1,23; 18,20); Deus que vem nos visitar (cf. Lc 1,68.78; 7,16); e Deus que jamais nos abandona (Mt 28,20). Como diziam os antigos: Maria concebeu Jesus com fé antes de fazê-lo com o ventre. Maria é o sinal de uma nova forma de existência. A vida de Maria se converteu em fundamento de júbilo e de bênção para todos os que crêem como ela. Maria é modelo de mulher aberta diante do mistério da vida e modelo de crente que responde de maneira confiante e generosa à Palavra que Deus lhe dirigiu. Maria viveu a Palavra de Deus e da Palavra de Deus.


“Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a observam!”. Deus quer que sejamos felizes, afortunados, bem-aventurados (cf. Mt 5,2-12; Jo 20,29). A própria palavra “felicidade” deriva do latim “felicitas”, substantivo proveniente do adjetivo “felix”, que quer dizer frutífero, fértil, fecundo e, por extensão, próspero. Sêneca dizia: “A vida feliz é aquela que está em conformidade com sua natureza”. O mais elevado do ser humano é ser homem, ser pessoa humana, ser humano, ser pessoa que humaniza. Não é por acaso que Aristóteles dizia: “A felicidade está em viver bem de acordo com as virtudes. Vivendo de acordo com as virtudes, poderemos ser felizes e possuiremos o melhor dos bens”.


A felicidade não é nem só plenitude de bens relativos ao corpo humano, pois muitos que têm muito, no entanto não são felizes. Nem só plenitude de bens relativos ao espírito, porque por mais religioso que seja alguém, ele precisa de uma porção de matéria por viver ou sobreviver. A verdadeira felicidade é aquela que vem ao encontro das expectativas tanto do corpo como do espírito humano. É uma forma de dizer a plena satisfação para o homem na sua integridade. A nossa felicidade de cada momento, em grande parte, é determinada por nosso modo de encarar a vida e por nossas escolhas de cada dia sob a luz da Palavra de Deus.


Deus quer nossa felicidade, uma felicidade que começa já neste mundo, ainda que os caminhos para alcançá-la não sejam fáceis. O projeto de Jesus é a felicidade do homem. Para Jesus crer em Deus e viver conforme a Palavra de Deus é a chave para nossa felicidade. É a alegria de crer. Trata-se de uma felicidade que é maior que a própria alegria de viver, porque cremos em uma vida sem fim, eterna. Maria, a Mãe de Jesus não é somente afortunada por ter amamentado e criado Jesus, seu Filho, e sim, sobretudo, por ter sido ouvinte da Palavra de Deus e por ter posto em prática a mesma; por ter amado e por ter se deixado amar por seu Filho. Um poeta chegou a escrever: “Poder dizer ‘Mãe’ e ouvir-se dizer ‘filho meu’ é a sorte que nos invejava Deus”.


Muitas vezes procuramos nossa felicidade longe de nós, às vezes nos lugares errados. Por isso, como resultado é a crescente angústia e a desorientação na vida a ponto de poder chegar ao desespero. Jesus nos dá hoje uma dica simples para viver na alegria, na paz, na felicidade e na serenidade: ler, ouvir, meditar e viver de acordo com a Palavra de Deus. “Bem-aventurados aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a observam!”. Será que sou bem-aventurado? 


A Palavra de Deus continuará a ser eficaz, curadora, e libertadora, se nós soubermos ouvi-la atentamente e vivê-la na nossa vida cotidiana. Se ela curou tantas pessoas, converteu tantos pecadores, libertou tantas pessoas de seus problemas, guiou a vida de tantos homens, esta mesma palavra continua tendo o mesmo poder e a mesma eficácia. A palavra humana pode errar e enganar, porque o homem é fraco. Mas a Palavra de Deus não erra nem engana. A Palavra de Deus é firme para sustentar a vida de quem nela se agarra e por ela se orienta.


Experimente a seguinte dica: antes de dormir leia e medite um texto da Bíblia e durma com a Palavra de Deus. Quando sua mente se deixar proteger pela Palavra de Deus, você vai dormir em paz e vai acordar, no dia seguinte, com outro ânimo. Deus nos ama e cremos no Seu amor.

P. Vitus Gustama,svd

Nenhum comentário: